ARTIGOS

Mar
2020
SONHADORAS E DISTRAÍDAS: TRANSTORNO DO DEFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE NO SEXO FEMININO

Yara Vieira Alberti / Adriane de Lima Vilas Boas Bartz.

Esta pesquisa teve como objetivo aprofundar o conhecimento sobre o transtorno do deficit de atenção e hiperatividade (TDAH) que comum e erroneamente é atribuído, em maior parte, ao público masculino, sendo raros os casos de meninas que chegam ao consultório em busca de um diagnóstico. Como problematização, buscou analisar as características comportamentais de meninas e mulheres com esse mesmo transtorno, salientando de forma geral as diferenças que acometem ambos os sexos com o distúrbio. Igualmente buscou apresentar novas informações a fim de que auxiliem em possíveis reconhecimentos da disfunção, contribuindo assim para o melhoramento da qualidade de vida das pessoas acometidas pelo TDAH, uma vez que meninas e mulheres tendem a passar despercebidas, sem um diagnóstico e, com isso, passam toda a vida sem entender seus próprios comportamentos, sentindo-se deslocadas e, na maioria dos casos, desenvolvendo uma baixa autoestima. Para isso, utilizou-se como metodologia a pesquisa bibliográfica que forneceu todo o embasamento teórico, e, também a pesquisa de campo, a qual foi realizada nas instituições de ensino: Colégio Estadual Padre Jorge Scholl e Escola Municipal Cleide Borges Reis. Por meio dessa prática, a pesquisadora pôde analisar as informações dos professores, referentes às características comportamentais dessas alunas e sobre as diversas formas de intervenções empregadas em sala de aula