ARTIGOS

Mar
2020
TODA REVOLUÇÃO COMEÇA COM UMA FAÍSCA: UMA OBRA DE ARTE CRÍTICA INSPIRADA EM “JOGOS VORAZES”

Maria Antonielli / Déboa Dal Molin.

Esse artigo visa relatar de forma crítica o processo e resultados de uma oficina de Prática Pedagógica em Arte, aliada ao Projeto Integrado “A Arte esculpindo a Liberdade”, desenvolvido no Curso de Licenciatura em Artes da Faculdade de Ampére - FAMPER. O projeto “Arte como instrumento de revolução: a expressão crítica consequente do processo de criação de uma escultura” foi desenvolvido ainda em paralelo a disciplina Atelier IV - Mídias em 2017. A oficina, realizada com estudantes do Ensino Médio, foi idealizada visando promover o aprendizado artístico relacionado à Escultura e Arte Digital, através da criação de uma obra intertextual relacionando uma escultura de origami e um vídeo com temática do filme “Jogos Vorazes”. Nesse processo, procurou-se enfrentar a carência de estudo e produção de obras tridimensionais e audiovisuais e trabalhar o caráter crítico da Arte além de sua índole estética. A metodologia para apreensão dos conteúdos se deu a partir da Abordagem Triangular de Ensino de Arte, proposta por Ana Mae Barbosa, que envolve ler, contextualizar e fazer arte, em conjunto a uma discussão filosófica sobre o filme em um comparativo com a situação política, econômica, cultural e social contemporânea no Brasil, convergindo para uma didática problematizadora que abre espaço para questionar e buscar transformar aspectos negativos da sociedade atual, através da Arte.